pé chato

5 tratamentos para pé chato

No meio ortopédico, é denominado de pé chato aquele em que a planta encosta completamente no chão. Essa característica é tida como uma das mais leves entre outros tipos de desenvolvimentos que podem afetar a área.

Entre suas principais causas estão a ruptura do tendão do tornozelo, distrofia muscular, lesões e problemas de articulação.

Neste post, selecionamos 5 tratamentos mais usados para essa situação. Acompanhe!

Tratamentos para pé chato

1. Uso de calçados ortopédicos

Os calçados ortopédicos são indicados para qualquer fase da vida, de acordo com as necessidades individuais, porém, um fator interessante desse tipo de tratamento é que, hoje, é possível encontrar uma série de opções que se adequam ao estilo de cada um, por exemplo, botas, sapatos, sandálias e tênis.

Apesar dessa variedade, é fundamental fazer o uso constante do modelo indicado pelo médico. É preciso considerar que o calçado usado por uma pessoa pode não ser o ideal para outra. Além disso, pode haver situações em que será preciso fazer o item sob medida.

Leia mais: Como escolher calçados infantis?

2. Prática de exercícios

De acordo com o quadro, o ortopedista poderá direcionar o paciente para um tratamento com exercícios de reabilitação por meio da prática de atividades específicas.

O objetivo é promover estímulos na região que ajudem a diminuir possíveis incômodos e dores, além de facilitar que outros métodos sejam agregados para que o problema seja solucionado o mais rápido possível.

Leia mais: Exercícios para os pés: As 5 atividades mais eficazes contra as dores

3. Técnicas não-cirúrgicas

É muito comum que o especialista reúna uma série de métodos para promover um tratamento mais eficaz. Nesse sentido, podemos citar os seguintes exemplos:

  • evitar atividades que cansem muito os pés;
  • alterar as atividades diárias;
  • perder peso, no caso da pessoa estar com sobrepeso;
  • medicamentos que auxiliem na redução de dor e inflamações que possam afetar os pés. Aliás, nunca se deve iniciar algum tratamento com remédios sem orientação do profissional de saúde;
  • mudança do tipo de calçado usado pelo paciente.

Leia mais: 5 melhores alongamentos para amenizar as dores no pé

4. Indicação de cirurgia para pé chato

O tratamento cirúrgico costuma ser recomendado quando as alternativas citadas se mostram ineficientes e a criança ou o adulto continua com os pés planos.

Se for realizada em uma criança, ela estará apta a partir dos 10 anos, pois os pés ainda estão em processo de formação e os resultados poderão ser mais eficazes ao longo de sua vida.

5. Sessões de fisioterapia

A fisioterapia também poderá ser recomendada pelo ortopedista, especialmente com o objetivo de ajudar no desenvolvimento da musculatura e no realinhamento dos pés.

Em boa parte dos casos de adultos com pés chatos e que tem essa característica desde a infância, o problema não é motivo de incômodo. Por outro lado, pode acontecer de dores surgirem na primeira fase da vida e afetarem o desenvolvimento da criança.

Por este motivo, a avaliação ortopédica deve ser feita desde essa etapa, assim, o médico poderá avaliar e acompanhar a eficiência dos tratamentos usados, evitando problemas futuros relacionados ao pé chato.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt