entorse de tornozelo

Água quente ou fria: o que usar em caso de entorse de tornozelo?

A água, seja ela no formato de gelo ou bolsas térmicas aquecidas, sempre foi uma grande aliada na diminuição da dor e na melhora de sintomas em diversos casos. Por isso, sempre que alguém sofre algum acidente ou alguma batida, surge a ideia de fazer o uso da água quente ou fria.

Mas a verdade é que quase nunca sabemos, com certeza, qual é a temperatura ideal para cada situação e, apesar de parecer algo inofensivo, esse erro simples pode causar mais dor ou trazer outras complicações. É o que ocorre no caso de entorse de tornozelo, por exemplo. Para se alcançar o máximo em benefícios, o ideal é utilizar água quente ou fria? Descubra a seguir e acerte sempre que for necessário.

Entorse de tornozelo: qual a temperatura ideal de água para aliviar os sintomas?

Não importa a idade, a época do ano ou até as condições que levaram a esta situação. Uma entorse de tornozelo é uma situação bastante incômoda e dolorosa, e que pode acometer qualquer um. O ideal é sempre procurar ajuda médica o mais breve possível, em caso de dor muito intensa.

Mas é possível tomar algumas atitudes até a chegada do atendimento médico, e a água pode ser a melhor opção. A água fria é excelente para casos dolorosos e que acabaram de acontecer, já que diminui o fluxo sanguíneo na região, amenizando a dor de forma muito mais rápida e evitando que a área afetada fique muito inchada e vermelha.

O uso da água gelada, portanto, é a primeira opção em caso de entorses, mas só funciona se for utilizada antes da lesão completar 48 horas. Para um resultado melhor, deixe que a água gelada corrente caia na área afetada por alguns minutos ou utilize gelo ou compressas de água gelada. 

Já a água quente não tem muito efeito benéfico neste tipo de acidente, como entorses ou batidas. Ela é mais indicada para casos onde há infecções ou dores crônicas, por exemplo. 

Isso ocorre porque, bem diferente da água fria ou do gelo, quando quente, a água acaba aumentando o fluxo sanguíneo, fazendo com que a circulação seja ativada e causando relaxamento muscular. Isso faz da água quente uma boa opção também quando, depois de 48 horas do acidente, a região afetada está apresentando muitos hematomas.

Cuidados com as compressas

Tanto a água quente como a fria podem, nesse sentido, oferecer muito mais conforto e bem-estar. Mas é preciso alguns cuidados. Antes de mais nada, jamais utilize o gelo ou a água muito gelada diretamente na pele, pois poderá sofrer alguns ferimentos leves. Ao mesmo tempo, a água quente demais pode causar queimaduras. Manter a compressa por mais de 15 minutos também não traz nenhum benefício. O ideal é fazer a compressa por 10 minutos, a cada 2 ou 3 horas.

É importante reforçar que mesmo em caso de entorse de tornozelo, que pode parecer algo sem importância, um médico sempre é a melhor opção para garantir o melhor tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e, ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt