entorse do tornozelo

Entorse no tornozelo: quando procurar um médico?

De fato, os atletas estão mais propensos a sofrerem lesões osteomusculares. No entanto, é válido ressaltar que qualquer pessoa está sujeita a isso no dia a dia. Por exemplo, uma entorse no tornozelo pode ocorrer durante a quebra de um salto de sapato ou mesmo quando pisamos em um buraco sem querer. Viu?

O que é uma entorse de tornozelo?

Resumidamente, a entorse no tornozelo é uma contusão que ocorre com certa frequência. Nela, os ligamentos concentrados na região do tornozelo são estirados e rompidos, uma vez que a virada forçada do pé culmina em lesões na parte externa do tornozelo.

É válido informar que a lesão pode ocorrer por diversas causas, que incluem:

  • falta de treinamento;
  • falta de aquecimento antes dos treinos;
  • uso inadequado de calçados durante a prática esportiva;
  • apoio incorreto dos pés;
  • pisada em falso;
  • obesidade;
  • queda de salto alto, entre outros fatores.

Os sintomas desse tipo de lesão vão desde edemas a hematomas. Contudo, algumas ocorrências, não graves, podem ser tratadas em casa. Neste artigo, especificamente, destaco em qual situação você precisa procurar ajuda médica. Quer ficar por dentro? Leia o artigo até o final!

Atenção aos sintomas

Durante a entorse do tornozelo, alguns sinais são bem característicos, como a sensibilidade ao toque na região afetada, o aumento da temperatura local, a intensidade da dor, a vermelhidão, a dificuldade de se colocar de pé ou mesmo andar. Enfim, além dos edemas e hematomas, esses indicadores precisam ser observados,

Conheça a gradação das lesões de tornozelo

Geralmente, o tipo de tratamento e o tempo de recuperação do paciente lesionado variam de acordo com o grau da lesão acometida. Ou seja, há lesões leves, moderadas e graves. Por isso, o conhecimento a respeito dessas gradações é muito importante.

Lesão leve

Aqui, ocorre o estiramento dos ligamentos, porém, não há ruptura macroscópica. Isso quer dizer que, embora haja dor, edema e sensibilidade, o indivíduo apresenta pouca ou nenhuma perda funcional, além de não haver instabilidade articular ou mecânica. Portanto, os sintomas costumam desaparecer em menos de uma semana.

Lesão moderada

Neste caso, ocorre a ruptura parcial. Logo, podemos dizer que há dor moderada, relaxamento leve, edema e sensibilidade. Dessa maneira, neste tipo de lesão o paciente apresenta fragilidade articular de leve a moderada, além de perda razoável na mobilidade articular. Ou seja, a dor costuma durar até 15 dias.

Lesão grave

Nesta situação, a ruptura é total, sendo assim, o edema é significativo, assim como frouxidão do tornozelo. Além disso, a articulação se torna instável e a dor é muito forte. Logo, o prazo mínimo de recuperação do paciente é de um mês.

Ajuda médica para a entorse do tornozelo

Bem, como vimos, no grau leve as rupturas são muito pequenas e só podem ser vistas por meio de microscópio. Ou seja, o tornozelo fica enfraquecido, mas não costuma doer tanto ou mesmo ficar muito inchado. Portanto, nessa situação, é possível que o problema seja resolvido com compressas e descanso.

Já nos graus moderado e grave de entorse no tornozelo, o paciente deve procurar um médico, a fim de que ele prescreva um diagnóstico pautado nos exames realizados. Pois, em ambos os casos, os nervos podem ser danificados e isso tende a evoluir para algo mais complexo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt