Especialista em Pé

Como saber que preciso de um especialista em pé?

Nossos pés são importantes por serem pontos de apoio do nosso corpo. É graças a eles que podemos fazer ações como andar, correr e saltar. Mas, por eles nos sustentarem, estão bastante sujeitos a problemas causados por traumas ou desgastes, estes últimos causados por fatores como genética, formato, má informação sobre quais sapatos usar, postura incorreta, falta de exercícios (principalmente alongamento), idade e excesso de peso.

Quando você deve consultar um especialista em pé? E qual consultar, um ortopedista ou um reumatologista, cujas áreas são próximas? É o que veremos neste artigo. Continue a leitura!

Sintomas para procurar ajuda

Antes de saber qual profissional procurar é importante identificar quando há um problema nos seus pés. Os sintomas a seguir indicam que há algum problema que deve ser investigado. Veja:

  • dores que persistem por mais de 72 horas, nos pés ou nas costas;
  • fadiga constante;
  • formigamentos;
  • rigidez generalizada ou localizada ao acordar;
  • perna ou pé inchados por mais de 24 horas;
  • dor que aumenta ao caminhar ou fazer exercícios;
  • dor quando o corpo está em repouso, ou quando as pernas doem mesmo quando estão elevadas;
  • infecção, bolha ou úlcera que surgiram sem explicação, ou que não cicatrizam;
  • achatamento do arco dos pés;
  • perda da sensibilidade nos pés.

Você deve ter notado que alguns sintomas podem se referir tanto aos pés quanto a qualquer outra parte do corpo, principalmente coluna vertebral. Isso acontece porque o ortopedista e o reumatologista são médicos que cuidam do sistema locomotor humano, portanto estão aptos a trabalhar com qualquer osso, músculo, articulação ou ligamento, de maneira geral.

Agora, se o seu problema é nos pés ou tornozelos, é importante procurar um ortopedista especialista em pé e tornozelo. Vamos, agora, ver as diferenças entre o ortopedista e o reumatologista, e quando é mais recomendado consultar cada um deles.

Quando buscar o ortopedista

O ortopedista é o especialista que cuida principalmente de traumas (fraturas, torções, luxações), lesões de menisco, deformidades na coluna, osteoartrose, deformações nos ossos (joanetes, pés chatos) e tumores ósseos. Uma dica para saber se é a ele que você deve recorrer é se a dor ou inchaço é localizada e motivada por alguma sobrecarga. Por exemplo, se, praticando algum esporte, você torceu o tornozelo, ou se seu pé dói depois de andar muito descalço.

O ortopedista, depois de se formar na faculdade de Medicina, que dura seis anos, deve fazer uma especialização em Ortopedia, de três anos. Nela, o médico será treinado em resolução de problemas de maneira conservadora – com prescrição de medicamentos, fisioterapia, etc -, e em vários tipos de cirurgias ortopédicas.

Quando procurar o reumatologista

A especialidade do reumatologista são as inflamações das articulações e tecidos que as cercam. Ele cuida de doenças como artrose, artrite reumatoide, tendinites, fibromialgia, osteoporose, etc.

São problemas que muitas vezes comprometem de forma crônica tendões, articulações, ligamentos, músculos e até ossos. Uma dica para saber que é este o especialista a ser consultado, são sintomas crônicos espalhados em várias partes do corpo, muitas vezes associadas a rigidez articular, e sem motivo aparente. Exemplo: dor e rigidez nas mãos ao acordar, dores nos ombros e joelhos, às vezes com alterações de pele como manchas ou descamações.

Como o ortopedista, depois de se formar em Medicina, o reumatologista também passa por dois a três anos de especialização em Reumatologia. Ele prescreve medicamentos, receita tratamentos e acompanha o paciente, porém não faz cirurgia. Mas pode contar com a ajuda de um ortopedista para avaliar se esse é o caso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt