Esporão de calcâneo

Esporão de calcâneo: como prevenir?

O esporão do calcâneo é uma saliência óssea, que ocorre devido a um crescimento incomum do osso do pé, provocado por um depósito anormal de cálcio. Na maior parte dos casos, é formado na parte inferior do calcâneo e não é visível pelo exterior.

Às vezes, o esporão do calcâneo pode ser assintomático. Todavia, pode provocar forte dor no calcanhar ao colocar-se o pé no chão, gerando, inclusive, problemas de mobilidade. Geralmente, a dor ocorre pelo fato de o esporão se associar a uma inflamação da fáscia plantar, denominada fascite plantar.

Na fascite plantar, a dor é mais forte ao pisar no chão após muito tempo sem apoiar os pés, ao subir escadas ou ficar longos períodos em pé. Essa dor, no entanto, é aliviada ao andar ou se exercer alguma atividade.

Leia mais: Esporão do calcâneo: sintomas, causas e tratamentos

Causas do esporão de calcâneo

O esporão pode ter diversas causas e associações. Entre as mais comuns podemos citar:

  • sobrepeso corporal;
  • pisada irregular, como o arco do pé mais alto ou muito plano;
  • correr em superfícies duras, como asfaltos, sem o tênis adequado para corridas;
  • praticar atividades de salto em uma superfície dura sem a proteção adequada, como ginástica artística ou rítmica;
  • usar sapatos duros para longas caminhadas ou durante o trabalho.

Tratamento do esporão do calcâneo

Os tratamentos reduzem a inflamação e aliviam a dor nas fases agudas, mas não oferecem melhora definitiva ou cura para o esporão de calcâneo. Isso porque eles não propiciam o desaparecimento da saliência.

Dessa forma, a solução permanente só é possível por meio de um procedimento cirúrgico para a remoção do osso. Ainda assim, pode haver recidiva com o passar do tempo.

Leia mais: Quando a cirurgia é indicada para tratar o esporão do calcâneo?

Prevenção

A dor do esporão pode provocar muito desconforto e até impedir a realização de atividades diárias. Assim, é importante adotar algumas medidas preventivas para evitar ou diminuir os sintomas.

  • dê preferência a sapatos fechados e com amortecedores, a fim de ter maior equilíbrio. Além disso, use salto de, no máximo, 2.5 cm de altura, para não prejudicar a planta dos pés e a coluna;
  • evite ficar em pé por longos períodos;
  • controle o excesso de peso corporal;
  • fortaleça os músculos da planta do pé, praticando exercícios localizados;
  • não pratique corridas ou saltos sem a devida proteção e preparação da musculatura do pé;
  • use calçados específicos para atividades físicas;
  • reduza a carga das atividades de alto impacto;
  • use órteses noturnas;
  • dê preferência a calçados com amortecimento eficiente e com a parte de trás levemente mais alta;
  • use palmilhas ortopédicas para uma melhor redistribuição de carga.

Leia mais: Importância dos alongamento para tratar a fascite plantar

Se o esporão de calcâneo for um problema crônico, faça sessões de fisioterapia com exercícios específicos. Além disso, o uso de aparelhos específicos para o problema, como o ultrassom, laser e ondas de choque, podem ajudar a aliviar os sintomas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt