fasceite plantar

Importância dos alongamento para tratar a fascite plantar

É bastante comum ocorrer inflamação na fáscia plantar, o tecido que liga os dedos dos pés ao calcanhar. É a chamada fascite plantar. A condição causa dores na sola dos pés, que aumentam com as ações de andar e correr. Sua principal causa é o esforço excessivo na região e o uso de calçados inadequados.

O problema pode desencadear outras alterações, como o esporão de calcâneo, e prejudicar as atividades motoras, devendo ser tratado com urgência para não vir a piorar. Para evitar novas inflamações, uma das formas mais simples e eficazes é a realização de alongamentos na região.

Causas e sintomas da fascite plantar

Embora possa ser um fator de risco para o seu surgimento, a fascite plantar não é a mesma coisa que o esporão de calcâneo. Na fascite plantar, há uma inflamação na sola dos pés, ao passo que o esporão é quando há uma deformidade óssea no calcâneo. As causas são similares, podendo ser traumas, excesso de peso na área e grande esforço.

Devido ao local onde está e por ser conectada a ligamentos e ossos do calcanhar aos dedos, a fáscia plantar é responsável pelo arco longitudinal dos pés, que exerce grande influência na pisada do indivíduo. Quando ela sofre uma distensão, pode causar dor em toda a sola do pé, além de inchar e inflamar.

O problema pode acontecer mais facilmente em pessoas que possuem o arco dos pés alto chamado de pés cavos  que estão acima do peso, usam sapatos muito apertados ou de salto alto, andam ou ficam muito tempo em pé ou têm pisada muito supinada (ou retropé em varo), que acaba forçando muito o arco dos pés durante a caminhada.

Pessoas mais jovens, que praticam esportes como a corrida, podem apresentar o problema com maior frequência. Mas o problema também é bastante recorrente em pessoas mais idosas, como consequência do processo de envelhecimento natural do corpo.

Nem sempre a fascite plantar ocorre nos dois pés ao mesmo tempo. Ela pode surgir somente em um ou nos dois em momentos diferentes.

Como tornar o alongamento um tratamento eficaz

Os pés devem ser sempre bem cuidados por serem o suporte do peso corporal e responsáveis pela fluidez do movimento de caminhar. Se eles apresentam algum problema, isso pode prejudicar outras áreas do corpo.

A fascite plantar é o problema mais comum que afeta a região dos pés e sua prevenção é possível por meio de atividades simples, como alongamentos. Quando há dor, o alongamento deve integrar um conjunto de tratamentos, mas é fundamental para diminuir o desconforto e a possibilidade de aumento da lesão.

Abaixo, estão listados alguns tipos de alongamento para o tratamento de fascite plantar:

  • o alongamento nos pés pode estar presente em vários momentos do dia, como ao acordar. Muitas pessoas com fascite plantar começam a sentir dor mais forte assim que dão os primeiros passos do dia. Como o corpo fica em repouso, há uma retração da fáscia do pé e ela fica repentinamente muito estirada quando o indivíduo se levanta. Antes que isso aconteça, puxe os dedos e o pé para trás e se mantenha assim  por 10 segundos, repetindo o alongamento 5 vezes;
  • outra técnica é esticar o tendão de Aquiles, que fica na parte traseira do calcanhar, sempre antes e depois de fazer algum tipo de exercício;
  • esticar a perna numa superfície plana, deixando os pés numa meia ponta por um minuto, é um ótimo alongamento e que não se restringe somente à fáscia plantar;
  • manter os pés e calcanhares fixos no chão enquanto flexiona os joelhos e se abaixa. Repita por 20 vezes e mantenha sempre os pés esticados no chão em cada movimento .

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt