fratura de jones

O que é uma fratura de jones?

A fratura de Jones é um tipo de fratura óssea que acontece entre o meio e a base do quinto metatarso do pé e causa uma dor próxima a parte central do pé, do lado de fora.

Além disso, pode também haver hematomas e dificuldade para caminhar. Seu início, de forma geral, é repentino.

O quinto metatarso é um tipo ósseo muito sujeito à dor, pois absorve um impacto muito grande durante caminhadas e corridas, especialmente quando estas são realizadas de forma incorreta ou quando o indivíduo pisa de maneira inadequada.

Esse tipo de fratura foi retratada pela primeira vez no ano de 1902 pelo cirurgião ortopedista Robert Jones, quando foi acometido por essa lesão enquanto dançava.

Se trata de uma lesão bem comum entre os dançarinos e os esportistas.

Fratura de Jones: tipos

As fraturas do quinto metatarso são bem comuns e, na maioria dos casos, estão ligadas a entorses no tornozelo.

A base óssea serve de introdução para estabilização do tornozelo — o chamado tendão fibular curto. Ao torcer o tornozelo, este tendão é movimentado por tração, podendo ocasionar a fratura na base do osso.

Existem três formas principais de como podem acontecer as fraturas do quinto metatarso. São elas:

  1. Por avulsão: Quando o tornozelo sofre uma entorse;
  2.  Fratura por estresse: É o tipo de fratura mais comum, afetando principalmente os atletas e os jovens;
  3. Fratura de Jones: Esse tipo de fratura pode ser por estresse ou aguda e ocorre na base. Entre as três formas é mais rara, porém também é a que exige um tratamento mais complexo.

Causas

O quinto metatarso também é um osso muito propício à fratura. Assim sendo, o uso de saltos altos ou a prática de esportes como basquete e vôlei — que requerem movimentos bruscos e grandes saltos — podem ser fatores de perigo para a fratura do quinto metatarso.

Outro fator que causa a fratura de jones acontece durante a flexão do pé, fazendo com que o pé dobre para dentro.

Esse movimento normalmente é executado quando acontece uma mudança rápida de direção enquanto o calcanhar não está apoiado no chão.

Diagnóstico da fratura de jones

O paciente apresenta um hematoma após o trauma e reclama de dor na lateral externa do pé. Diante disso, o diagnóstico normalmente é baseado no exame clínico e confirmado por meio de radiografias.

Tratamento

O tratamento inicial é, de forma geral, com um gesso ortopédico. O paciente deve ficar sem caminhar com o pé fraturado por aproximadamente seis semanas.

Se depois desse tempo o paciente ainda apresentar dor, o médico poderá recomendar mais um período de seis semanas de repouso do pé fraturado.

Por ser uma área que não tem uma boa circulação sanguínea, o que dificulta a cicatrização, o procedimento cirúrgico pode se tornar necessário, como foi no caso do jogador Neymar.

Vale a pena ressaltar que a fratura de jones é o tipo de fratura mais rara de acometer a área do quinto metatarso e também é a que dificulta mais o tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt