diabetes

8 Cuidados que Quem Tem Diabetes Deve Ter com os Pés

8 Cuidados que Quem Tem Diabetes Deve Ter com os Pés

O diabetes é uma doença silenciosa e pode provocar problemas que são desconhecidos pela população. Quem tem essa patologia precisa tomar cuidado com a saúde dos pés. Isso porque ela pode causar uma complicação que afeta a sensibilidade das extremidades, podendo levar à amputação dos membros inferiores.

Nunca tinha ouvido falar nisso? Poucas pessoas já ouviram falar nesse problema. Continue, então, a leitura e aprenda tudo sobre o tema.

O que é diabetes?

É uma anomalia que acomete o metabolismo. Desenvolve-se em decorrência da falta de insulina ou dificuldade de esta exercer a sua função no organismo. A insulina é um hormônio produzido no pâncreas e age no processo de redução da glicemia, auxiliando a transformação do açúcar em energia.

Quando não há produção desse hormônio, o processo metabólico do açúcar não é realizado e o nível de glicose no sangue aumenta, causando o diabetes. A doença é classificada em tipo 1 e tipo 2.

Leia mais: Tenho pé diabético? O que fazer?

O que é pé diabético?

O pé diabético é uma complicação do diabetes. Ocorre quando há um machucado ou uma ferida infeccionada no pé.

Quando o indivíduo não controla a glicemia, há um excesso de glicose, que torna o sangue mais grosso. Assim, há uma deficiência na circulação, que provoca o fechamento das artérias nas extremidades do corpo. Por isso, um pequeno machucado pode evoluir e se tornar um grave problema.

Quais cuidados o diabético precisa ter com os pés?

Para evitar evolução do problema que pode gerar a necessidade de amputação do membro, o diabético precisa tomar alguns cuidados especiais com o seus pés. Os principais estão listados a seguir.

  • Verifique diariamente se a pele dos pés está íntegra. É preciso observar se não há cortes, hematomas, edemas ou alguma região com maior sensibilidade. Faça um exame de toque, mantenha machucados higienizados e monitore os curativos para que eles permaneçam secos.
  • Lave os pés diariamente com água morna, mantenha-os secos, especialmente entre os dedos para que essa região não fique úmida.
  • Evite ficar descalço, pois assim você está evitando o risco de se acidentar. Lembre que uma simples batida nos pés pode gerar uma úlcera ou algo mais grave.
  • Mantenha a taxa de açúcar sob controle. Para isso, siga a dieta prescrita, evite a ingestão de muitos carboidratos e faça uso da sua medicação.

Leia mais: Pé diabético: 10 cuidados no dia a dia para manter a saúde do pé

  • Caso sofra uma lesão ou machucado, trate-os imediatamente. Lave com água e sabão, seque e faça um curativo. Caso haja uma piora, procure um médico especialista.
  • Hidrate a pele dos pés todos os dias para evitar o seu ressecamento. O melhor momento é após o banho, pois os poros estão dilatados e o hidratante penetra de forma mais profunda na pele.
  • Use sapatos confortáveis, que não apertem e permitam que a pele respire.
  • Mantenha os pés aquecidos, pois quanto mais frios, mais vulneráveis ficam. Para isso, use meias de algodão ou de lã.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Diabetes, Todos
4 problemas nos pés causados pela diabetes

4 problemas nos pés causados pela diabetes

Pacientes com diabetes precisam de um cuidado especial com a alimentação e com os pés. Sim, com os pés. Isso porque, caso os níveis de glicose estejam alterados há muito tempo, corre-se o risco de perder a sensibilidade dos membros inferiores e até mesmo a amputação.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde, as feridas nos membros inferiores estão presentes em 5% dos usuários do SUS com diagnóstico de diabetes há menos de dez anos e em 5,8% dos indivíduos com mais de uma década de doença — homens, tabagistas e portadores de insuficiência renal e cardíaca são particularmente vulneráveis. Não é um número pequeno se considerarmos que existem pelo menos 16 milhões de pessoas com diabetes no país.

Leia mais: Você sabe o que é o pé diabético?

Vários problemas nos pés podem acometer os pacientes com diabetes. Entre os principais estão:

  1. Neuropatia: é um distúrbio nervoso causado pelo diabetes. Pessoas com a doença podem, com o passar do tempo, sofrer danos nos nervos ao longo do corpo. Algumas pessoas podem não ter qualquer sintoma, outras podem experimentar dor, formigamento ou perda de sensibilidade principalmente nas mãos, braços, pés e pernas. No entanto, esses problemas também podem ocorrer no sistema digestivo, coração e órgãos reprodutores. Os danos nos nervos podem causar também mudanças na forma dos pés e dos dedos.
  2. Ressecamento da pele: devido à danificação dos nervos, muitos pacientes com diabetes sofrem com o ressecamento da pele dos pés, o que pode favorecer o aparecimento das feridas (rachaduras).
  3. Calos: pacientes diabéticos são mais propensos a desenvolver calor, uma vez que há áreas de alta pressão nessa parte do corpo, que aguenta o peso o dia todo. Calos não tratados podem transformar-se em úlceras (feridas abertas).
  4. Pé diabético: o pé diabético é uma complicação do diabetes mellitus e ocorre quando uma área machucada ou infeccionada nos pés desenvolve uma úlcera (ferida). Seu aparecimento pode ocorrer quando a circulação sanguínea é deficiente e os níveis de glicemia são mal controlados. Qualquer ferimento nos pés deve ser tratado rapidamente para evitar complicações que possam levar à amputação do membro afetado.

Leia mais: Pé diabético: cuidados, tratamentos e possíveis complicações

Como cuidar dos pés de pacientes com diabetes

Para evitar problemas nos pés, é preciso um cuidado especial com eles. Separamos algumas dicas para manter os pés saudáveis.

  1. Verifique diariamente se a pele dos pés está boa. Toque e observe, confira se não há cortes, hematomas, edema ou alguma área mais sensível. Lave os machucados com água limpa e sabão e cubra-o com um curativo seco.
  2. Mantenha os pés limpos: lave os pés diariamente com água morna e seque bem antes de colocar meias ou calçados. Dê uma atenção especial à região entre os dedos.
  3. Use calçados confortáveis: opte sempre por sapatos confortáveis e meias sem costura, que possam machucar.
  4. Evite andar descalço: sem sapatos os pés ficam muito expostos e propícios a acidentes.
  5. Controle a taxa de açúcar: é importante manter os níveis de açúcar dentro do recomendado pelo seu médico. O descontrole pode comprometer a circulação e gerar novos problemas.
  6. Sempre trate os ferimentos: é essencial tratá-lo o mais cedo possível. Lave a área com água e sabão e cubra-a com um curativo ou bandagem seca. Se não melhorar depois de um dia, procure ajuda médica.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Calçados, Diabetes, Todos