salto alto

Salto alto: 5 lesões causadas pelo uso

Salto alto: 5 lesões causadas pelo uso

Para uma extensa maioria das mulheres, o uso do salto alto é uma necessidade diária, seja por fazer parte do vestuário do trabalho, seja pela elegância ou apenas por uma questão de gosto pessoal.

Entretanto, o uso excessivo desse acessório pode não ser muito saudável, não somente para os pés, mas também para outras partes do corpo, tais como, pernas, articulações e coluna. O salto alto promove a alteração do centro de gravidade do corpo, como consequência, ele é deslocado para frente, o que resulta em uma sobrecarga da coluna, joelhos e musculaturas os pés. Com o passar do tempo, isso pode resultar em sérios problemas para a mulher.

Nos parágrafos a seguir, vamos apresentar algumas das principais lesões e problemas que o salto alto pode ocasionar. Acompanhe!

Lesões que podem ser causadas pelo uso de salto alto

1. Fraturas por estresse

Mesmo que o salto alto seja usado por pouco tempo ele poderá causar danos aos pés. Para sentir os efeitos nem é preciso fazer uso por um período prolongado. As lesões ocasionadas por estresse nos tornozelos e outras estruturas dos pés tem a ser muito dolorosas e, além disso, o processo de cura pode ser um pouco demorado.

2. Problemas nas articulações

Se a pessoa já apresenta uma predisposição para desenvolver problemas nas articulações e ligamentos que envolvem o tornozelo, o uso de salto alto pode piorar e até fazer com que problemas surjam.

À medida que a pessoa anda com esse tipo de calçado, a cartilagem pode ser desgastada. Muitas pessoas não consideram esse aspecto ao utilizar o salto alto, mas é essencial ter isso em mente para redobrar os cuidados.

3. Bolhas

Talvez, a queixa mais recorrente de problemas que surgem nos pés das mulheres que usam salto alto sejam as bolhas. Elas surgem em decorrência do atrito provocado entre a sandália e os pés.

As bolhas, geralmente, ocorrem na região do calcanhar, mas de acordo com o tipo de calçado o mesmo problema pode ocorrer na área dos tornozelos. Sendo assim, é muito importante que as mulheres, ao escolher esse item, tomem muito cuidado para evitar esse tipo de incômodo.

4. Piora de lesões

Se a mulher tem dedos em martelo ou joanetes, o salto alto pode piorar esses problemas. No caso dos joanetes, eles não somente podem crescer como, também, podem ficar muito doloridos.

5. Calos

Os calos também são muito recorrentes nas pessoas que fazem uso em excesso de salto alto. Eles se formam como uma espécie de o pé se proteger de lesões repetitivas. Para evitar a formação de calos a melhor coisa a se fazer é uma visita ao ortopedista. Dessa forma, o profissional poderá fazer uma avaliação mais completa. Essa avaliação será feita com o auxílio de radiografias para identificar as regiões mais afetadas. Assim e quais cuidados devem ser tomados para melhor proteger os tornozelos.

É preciso deixar de usar salto para sempre?

Na realidade, tal medida não é necessária. Mas para isso, é preciso ter bom senso na escolha do calçado, além de procurar usar sempre com moderação. Algumas atitudes simples podem ajudar muito nesse sentido. Dentre elas, podemos citar, por exemplo, levar um par de sapatos mais confortáveis na bolsa para ser usado quando for possível, seja na rua ou dentre do escritório, por exemplo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Salto Alto
O uso de salto alto pode causar lesões?

O uso de salto alto pode causar lesões?

O salto alto está na rotina de grande parte das mulheres. Existem diversas opções no mercado, para atender aos mais variados gostos e preferências do público feminino. Entretanto, o uso contínuo desse tipo de sapato pode trazer alguns riscos à saúde, como lesões e deformidades nos pés.

O salto alto eleva o calcanhar acima dos dedos, provocando, assim, desequilíbrio na distribuição do peso corporal, em que a parte dianteira do pé recebe o maior peso. Esse desequilíbrio causa mudança na postura do corpo e da primeira junta do tornozelo, aumentando o risco de torção, bem como outros problemas.

As lesões mais comuns provocadas pelo uso do salto alto

O calçado, além de provocar dor e desconforto, pode também prejudicar os movimentos e comprometer a saúde dos pés. As lesões mais comuns são descritas em seguida.

Joanete

O joanete é um problema frequente em pessoas que têm o costume de usar sapatos com salto alto. É provocado pela pressão anormal exercida nos pés, que causa uma deformidade óssea na lateral do membro, quando o osso ou o tecido da articulação sai do lugar. O joanete pode, portanto, ser doloroso e causar grande incômodo.

Leia mais: Tipos de Joanete e Seus Tratamentos

Calos e bolhas

Os calos e as bolhas são deformidades decorrentes do uso de salto. Os sapatos com os saltos mais altos apertam e causam fricção entre os pés e o sapato, provocando, dessa forma, as bolhas e os calos.

Esses problemas são bem dolorosos e, se não tratados, podem originar infecções, inchaço, assim como deformações nos dedos.

Tendinite

Da mesma forma, a tendinite pode ser causada pelo uso de sapatos de salto alto. A inflamação dos tendões dos pés, tornozelos e panturrilha podem, então, provocar dor nas pernas, edemas e inchaços na região afetada.

Leia mais: Tudo o que você precisa saber sobre a tendinite

Problemas de postura

Além dos problemas nos pés e nas pernas, o uso excessivo do salto afeta também a postura corporal, ocasionando alterações permanentes. A elevação no salto altera o centro de gravidade do corpo para compensar e manter o equilíbrio. Por isso, alguns problemas posturais podem surgir, devido à sobrecarga e aumento da curvatura da coluna. Entre os problemas que podem ser causados estão a hiperlordose lombar e a dor nas costas.

Como reduzir o risco de lesões com o uso do salto alto?

Nas situações em que o uso do salto é indispensável, é possível reduzir os riscos de lesões e evitar a dor e problemas de saúde. Confira algumas das principais dicas:

  • alongue os pés e pernas antes de usar o sapato;
  • compre sapatos ao final do dia, quando os pés já estão inchados;
  • massageie os pés ao final do dia para irrigar a região e diminuir o inchaço;
  • alterne os sapatos durante a semana;
  • use palmilhas ortopédicas.

O uso de sapatos com salto alto pode causar lesões e comprometer a saúde. Seguir essas dicas pode evitar os desconfortos causados pelo item. Se os problemas persistirem, entretanto, é importante consultar um médico especialista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Salto Alto, Todos
Salto alto: como usar sem causar danos à saúde?

Salto alto: como usar sem causar danos à saúde?

O salto alto é uma peça indispensável no guarda-roupa da maioria das mulheres. Clássico, com detalhes modernos, de várias cores e tipos… Tem para todos os gostos. Se você não quer errar na escolha do calçado, importante não se esquecer da segurança e da saúde. 

O primeiro ponto é: salto não foi feito para ser usado todos os dias. Três vezes por semana, mais ou menos sete horas por dia, já é uma frequência que sinaliza risco grande para problemas futuros. Quanto menos tempo você puder ficar em cima dele, melhor. No trabalho, tente alternar com um sapato mais confortável e, se possível, deixe um calçado mais amortecido no carro para que, sempre que der, você consiga aliviar a pressão sobre os pés. 

Leia mais: Como aliviar a dor no calcanhar

Opções com fundo emborrachado são mais seguras e oferecem firmeza superior aos membros. Se gostou do modelo e ele não foi projetado assim, pedir a um sapateiro para fazer os ajustes pode ser uma boa alternativa. 

O conforto pode ser ainda maior se você usar palmilhas ou almofadinhas de silicone. Elas são facilmente encontradas em sapatarias ou casas para produtos ortopédicos.

O jeito certo de pisar

Existe a forma certa de pisar com o salto alto. Segui-la pode garantir menos danos à sua saúde. É assim: pise primeiro com o salto e, depois, com a ponta do pé no chão, evitando pisar com toda a sola do pé de uma vez. Quando o peso de seu corpo estiver na planta do pé, logo abaixo dos dedos, jogue seu peso para a frente, como se andasse na ponta dos pés, dando o passo seguinte. 

Outro ponto importante para distribuir o peso corretamente é prestar muita atenção à postura: a coluna precisa estar alinhada corretamente, a cabeça erguida e as pernas firmes. Elegância à parte, isso também diminui as chances de torcer os pés. 

Tem hora certa para comprar sapato de salto alto

Isso mesmo. O melhor horário para comprar salto é no final do dia, quando os pés costumam estar mais inchados. Isso elimina todo tipo de surpresa: você já compra sabendo como o calçado ficará em casos extremos. Também é recomendável dar uma voltinha na loja para ter uma noção se você vai dar conta de andar com ele normalmente. 

Sempre considere o seu tipo de pé (redondo, chato, fino, com joanete e/ou unhas encravadas etc.) para escolher o modelo mais adequado. Se o pé for mais redondo e tiver joanete, por exemplo, salto de bico fino pode representar uma encrenca daquelas. 

Leia mais: Joanetes: por que surgem e como tratar

Sapato novo, geralmente, é duro por dentro e, por isso, pode machucar os pés. Antes de usá-lo pela primeira vez, para evitar calos e bolhas, passe um pouco de vaselina, ou algum creme gorduroso, nos pés e/ou no calçado, nas partes que mais incomodam. 

Segurança em primeiro lugar

Se você não dispensa salto, siga essas orientações para garantir segurança à sua caminhada. Tente, também, alternar os tamanhos dos calçados para não prejudicar ossos e músculos. Elegância, conforto e saúde podem andar perfeitamente juntos. 


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como
ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Calçados, Joanete, Todos
Salto alto pode causar problemas no pé?

Salto alto pode causar problemas no pé?

Milhares de mulheres usam sapatos de salto alto, seja de vez em quando ou diariamente. São peças extremamente elegantes, que conferem poder e beleza ao visual. Em alguns casos, fazem parte do uniforme de trabalho. A questão é que, usados com muita frequência, os saltos podem causar alguns problemas aos pés.

Que  problemas surgem com o uso frequente do salto alto?

Os efeitos dos saltos nos pés, tornozelos e pernas variam de acordo com o tamanho e  tipo de salto. Os do tipo plataforma, por exemplo, distribuem melhor o peso do corpo. Assim são considerados mais seguros. O mesmo vale para saltos quadrados e/ou mais baixos, que não oferecem tanto risco.  O salto agulha é o preferido da maioria das mulheres e, muitas vezes, o mais pedido em determinadas situações. É nele que reside o maior problema.

Usando salto tipo agulha, a carga do corpo fica totalmente por conta da parte frontal dos pés. Isso pode causar, além de dor, a sobrecarga e deformação das articulações. Diversos tipos de lesões surgem a partir daí. 

Joanete

O joanete é caracterizado por um abaulamento na base do dedão, causado pelo desvio ósseo progressivo. Pode ocorrer por razões genéticas, mas acontece mais ainda por conta do uso de sapatos apertados e inadequados. Com o tempo, além de causar dores, essa condição se torna uma deformidade que pode precisar ser resolvida cirurgicamente.

Inflamação no tendão de Aquiles

O tendão de Aquiles é o tendão localizado acima do calcanhar, que conecta o pé à panturrilha. Devido à pressão causada pelo salto, o tendão pode sofrer uma inflamação, chamada de tendinite. Em casos mais graves, ele pode ser rompido e precisar de reparo cirúrgico.

Neuroma de Morton

Esta doença é causada pela sobrecarga na parte da frente do pé, comum durante o uso de sapatos altos e/ou apertados. Os nervos plantares são comprimidos e inflamam, resultando em dor e dormência no pé todo, mas principalmente no terceiro e quarto dedos.

Dedos em garra

A posição de “garra” nos dedos surge pela lesão dos tendões sobre os dedos e sob a sola do pé. O joanete facilita o desenvolvimento dessa condição, que torna bem complicado o simples ato de andar.

O que fazer?

Nem sempre é possível simplesmente parar de usar salto alto, mas é importante avaliar algumas alternativas. Saltos mais baixos já ajudam bastante, assim como a redução da frequência. Alongamentos de panturrilha ou mesmo o costume de trocar de sapato durante a ida e volta do trabalho às vezes já são suficientes para melhora das dores.

Além disso, caso você já esteja sentindo sintomas desconfortáveis nos pés, é importante consultar um ortopedista. Ele poderá diagnosticar qualquer problema, caso exista um, e encaminhar para o melhor tipo de tratamento, que poderá ser fisioterapia, cirurgia ou apenas analgésicos e mudanças nos hábitos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Posted by Dr. Thiago Bittencourt in Tendinite, Todos