Tendinite do Aquiles

O que é Tendinite de Aquiles?

O significado rápido e exato de tendinite é inflamação do tendão. Dessa forma, pode-se concluir que a tendinite de Aquiles, também conhecida como tendinite do calcâneo, é a inflamação do tendão de Aquiles.

Ela geralmente acontece ao redor do tendão, tem duração relativamente curta e pode ser tratada de forma simples. Caso a tendinite seja um problema frequente, a inflamação poderá evoluir e se tornar em tendinopatia do Aquiles.

A tendinopatia pode ser definida como a degeneração do tendão, ou seja, o tecido sofre rupturas e, dependendo da gravidade, pode resultar no rompimento parcial ou total do tendão. Nem sempre, entretanto, a tendinose está relacionada a uma inflamação. Nesse caso, considerado raro, cabe ao especialista identificar o problema e a causa.

O que é o tendão de Aquiles?

O tendão do calcâneo, popularmente conhecido como tendão de Aquiles, é o maior e mais forte tendão do corpo humano. Sua função é ligar os músculos gastrocnêmio e o sóleo, localizados na panturrilha, ao calcâneo, o osso do calcanhar.

A expressão tendão de Aquiles é inspirada no herói da mitologia grega que, ao lutar a famosa guerra de Troia, ficou conhecido por ter como ponto fraco o tendão. Isso ocorreu porque, ao final da batalha, Aquiles foi encontrado morto. Para a surpresa de todos, entretanto, seu corpo estava em perfeito estado, encontrando-se apenas duas flechas cravadas em seu tendão calcâneo.

Causa da tendinite de Aquiles

Durante a prática de esportes e de atividades que exercem grande sobrecarga sobre as pernas, o tendão de Aquiles é absorve os impactos, emite respostas rápidas dos reflexos e realiza os mais variados movimentos. Assim, ele está sujeito a lesões, desgastes e infecções, ocasionando, dessa forma, as inflamações.

Existem várias formas de se provocar uma tendinite do Aquiles como, por exemplo, caminhando, correndo e praticando os mais variados esportes. Além disso, exercícios de grande intensidade, dentre eles a musculação e o crossfit, falta de alongamento antes dessas atividades, entre outros.

Leia mais: Exercícios para os pés: As 5 atividades mais eficazes contra as dores

Sendo assim, podem-se destacar como grupos de risco: idosos e jovens que praticam exercícios físicos com frequência, atletas amadores e profissionais, trabalhadores que carregam peso em excesso, pessoas portadoras de anomalias ósseas entre outros.

Sintomas e tratamentos para a tendinite do Aquiles

Os sintomas mais comuns são dor no calcanhar e no tendão, queimação, rigidez, inchaço, bem como sensibilidade no local.

Na incidência de qualquer desses sintomas, é recomendado consultar um especialista na área, ou seja, um ortopedista de preferência com enfoque em pé e tornozelo. A pessoa deve, ainda, tomar medidas de prevenção, isto é, parar com os exercícios que agridem a região, fazer a aplicação de compressa de água morna no local por dez a quinze minutos e procurar orientação de um educador físico e um fisioterapeuta.

Para que seja realizado um tratamento adequado é necessária a supervisão de um médico, visto que existem várias fases da inflamação e diversos níveis de danos causados, medidos pela intensidade da lesão.

As medidas mais comuns para a cura ou controle da tendinite do Aquiles são:

  • uso de anti-inflamatório;
  • imobilização do local;
  • aplicação de compressas de gelo;
  • uso de órtese, ou seja, dispositivo ortopédico personalizado;
  • aplicação de tala noturna, a fim de proteger e proporcionar conforto à área durante o sono;
  • prática de fisioterapia e de exercícios supervisionados.

Leia mais: Conheça as opções de tratamento para a tendinite do Aquiles

Caso a inflamação persista ou haja agravantes, pode ser recomendada a cirurgia. As mais comuns são para retirar o tecido inflamado, reparação dos danos do tendão e, em casos extremos, remoção do tecido e reforço com tendões próximos.

É muito importante ressaltar que, mesmo no caso de os procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos serem bem-sucedidos, pode haver reincidência da tendinite do Aquiles, se o indivíduo não tomar os devidos cuidados nem fizer prevenção adequada. Portanto, é fundamental cuidar da saúde, alongar o corpo antes de qualquer atividade física e fazer os exercícios com cautela.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt