lesões esportivas

6 dicas para evitar lesões esportivas

A prática de esportes traz inúmeras vantagens para a saúde. Entre os benefícios, destacam-se a sociabilidade, o trabalho em equipe, melhora do humor e do sono, emagrecimento, bem como prevenção contra doenças. Mas, é comum nos praticantes sofrerem com lesões esportivas.

Erros na técnica, excesso na quantidade e intensidade dos exercícios, ou mesmo acidentes, podem causar indesejados traumas no esporte. Nesse sentido, diferentes lesões podem surgir, como luxações, entorses, rupturas e fraturas.

Algumas atitudes preventivas podem contribuir para evitar essas lesões e, por isso, este texto informa 6 dicas para garantir a prática de exercícios de forma saudável.

Como evitar lesões esportivas?

1. Tenha uma boa noite de sono

Na noite anterior ao treino ou ao evento específico, tenha uma boa noite de sono, para que acorde descansado e mais disposto ao esporte. O cansaço é um fator de risco para as lesões. A falta de sono afeta o foco e a concentração, prejudicando, então, o rendimento do esportista.

2. Valorize o aquecimento

Chegar mais tarde ao treino não é desculpa para desprezar o aquecimento, visto que é uma das prevenções mais eficientes de lesões esportivas.

O calor provocado pelo aquecimento promove maior flexibilidade do tecido conjuntivo. Isso melhora, portanto, a execução dos movimentos.

Sendo assim, faça atividades de baixo impacto, como caminhada ou bicicleta, e alongue o corpo sem ultrapassar o seu ponto de resistência. Da mesma forma, refaça os exercícios do aquecimento ao final do treino.

Leia mais: 5 melhores alongamentos para amenizar as dores no pé

3. Relaxe a mente e o corpo

Conforme a importância da partida, o atleta pode ficar nervoso e tenso, o que provoca rigidez anormal no corpo. É importante manter a calma e a concentração, a fim de manter o corpo relaxado.

Uma boa técnica para relaxar é focar em coisas boas e afastar os pensamentos que estejam provocando o nervosismo. Para que isso ocorra, respire profundamente, faça massagens e descanse em locais confortáveis.

4. Beba bastante líquido

A hidratação deve fazer parte do planejamento do treino ou da partida. Assim, é possível evitar cãibras e lesões musculares. Não espere sentir sede para se hidratar. A sede é sinal de que o corpo já está desidratado.

Dessa forma, ande sempre com uma garrafa e beba líquidos em pequenos goles, em intervalos regulares.

Leia mais: Quais os benefícios da água para as articulações? Descubra agora!

5. Escolha com cuidado o local da atividade

O local do treino ou atividade pode ser um fator de risco às lesões no esporte. Portanto, ao chegar ao local, conheças as características de onde será realizada a atividade, observe a estrutura do ambiente e as condições de segurança.

Um campo de futebol molhado ou uma quadra de vôlei escorregadia, por exemplo, oferecem alto risco de quedas e consequentes lesões.

6. Utilize os equipamentos adequados

Cada esporte requer equipamentos que protegem o corpo de lesões e quedas. Seu uso é importante para evitá-las, mesmo que cause um pouco de incômodo. Sendo assim, não deixe de usar joelheiras, capacete, cotoveleiras, caneleiras, protetor bucal e nasal, entre outros.

Enfim, é importante conhecer e não ultrapassar os próprios limites. Atletas amadores e profissionais devem respeitar os sinais do corpo para evitar lesões esportivas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt