Salto alto

Salto alto: como usar sem causar danos à saúde?

O salto alto é uma peça indispensável no guarda-roupa da maioria das mulheres. Clássico, com detalhes modernos, de várias cores e tipos… Tem para todos os gostos. Se você não quer errar na escolha do calçado, importante não se esquecer da segurança e da saúde. 

O primeiro ponto é: salto não foi feito para ser usado todos os dias. Três vezes por semana, mais ou menos sete horas por dia, já é uma frequência que sinaliza risco grande para problemas futuros. Quanto menos tempo você puder ficar em cima dele, melhor. No trabalho, tente alternar com um sapato mais confortável e, se possível, deixe um calçado mais amortecido no carro para que, sempre que der, você consiga aliviar a pressão sobre os pés. 

Leia mais: Como aliviar a dor no calcanhar

Opções com fundo emborrachado são mais seguras e oferecem firmeza superior aos membros. Se gostou do modelo e ele não foi projetado assim, pedir a um sapateiro para fazer os ajustes pode ser uma boa alternativa. 

O conforto pode ser ainda maior se você usar palmilhas ou almofadinhas de silicone. Elas são facilmente encontradas em sapatarias ou casas para produtos ortopédicos.

O jeito certo de pisar

Existe a forma certa de pisar com o salto alto. Segui-la pode garantir menos danos à sua saúde. É assim: pise primeiro com o salto e, depois, com a ponta do pé no chão, evitando pisar com toda a sola do pé de uma vez. Quando o peso de seu corpo estiver na planta do pé, logo abaixo dos dedos, jogue seu peso para a frente, como se andasse na ponta dos pés, dando o passo seguinte. 

Outro ponto importante para distribuir o peso corretamente é prestar muita atenção à postura: a coluna precisa estar alinhada corretamente, a cabeça erguida e as pernas firmes. Elegância à parte, isso também diminui as chances de torcer os pés. 

Tem hora certa para comprar sapato de salto alto

Isso mesmo. O melhor horário para comprar salto é no final do dia, quando os pés costumam estar mais inchados. Isso elimina todo tipo de surpresa: você já compra sabendo como o calçado ficará em casos extremos. Também é recomendável dar uma voltinha na loja para ter uma noção se você vai dar conta de andar com ele normalmente. 

Sempre considere o seu tipo de pé (redondo, chato, fino, com joanete e/ou unhas encravadas etc.) para escolher o modelo mais adequado. Se o pé for mais redondo e tiver joanete, por exemplo, salto de bico fino pode representar uma encrenca daquelas. 

Leia mais: Joanetes: por que surgem e como tratar

Sapato novo, geralmente, é duro por dentro e, por isso, pode machucar os pés. Antes de usá-lo pela primeira vez, para evitar calos e bolhas, passe um pouco de vaselina, ou algum creme gorduroso, nos pés e/ou no calçado, nas partes que mais incomodam. 

Segurança em primeiro lugar

Se você não dispensa salto, siga essas orientações para garantir segurança à sua caminhada. Tente, também, alternar os tamanhos dos calçados para não prejudicar ossos e músculos. Elegância, conforto e saúde podem andar perfeitamente juntos. 


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como
ortopedista em São Paulo!

Comentários
Dr. Thiago Bittencourt

Posted by Dr. Thiago Bittencourt